O efeito da Internet na ortografia e gramática

O efeito da Internet na ortografia e gramáticaA maioria das pessoas já sabem e reconhecem o quanto a tecnologia vem fazendo parte do nosso cotidiano. Ler e-mails, visitar redes sociais, conferir notícias e conversar com pessoas através da Internet são algumas das atividades que já fazem parte da vida diária de qualquer indivíduo. Opa, eu disse “conversar através da Internet”? Isso mesmo, é este ponto que eu quero comentar neste artigo. Por fazer parte do nosso dia-a-dia, a Internet também acaba por interferir no modo como escrevemos.

 

Você já parou pra pensar os termos que a Internet nos oferece e a intensidade que os usamos diariamente? Por exemplo, as palavras você, beijo, até mais e certeza se transformaram em vc, bj, t+ e ctz. Até no inglês o Oh, my God é escrito como omg! Lógico, também concordo que são apenas gírias da web e quanto mais abreviações utilizamos nas mensagens instantâneas, mais rápidas ficam as conversas. Mas atenção, não permita que isso comprometa o seu conhecimento!

Muitas pessoas estão “esquecendo” de como as palavras são escritas. Entrem no site Baixaki, por exemplo, e leiam os comentários de algum programa para download. É difícil encontrar um comentário que tenha coerência e que esteja escrito ortograficamente correto. Vale ressaltar que eu não estou criticando o site, mas sim os comentários escritos pelos internautas. A imagem abaixo foi retirada dos comentários sobre o aplicativo Nero. Observe que além da ortografia, o internauta ainda peca na coerência: 

Comentário de um internauta com erros de ortografia e gramática

A questão é que as pessoas (os estudantes, em específico), por usarem a Internet constantemente, se acostumam com as palavras que leem e as associam como devem ser escritas. Basta ler a palavra “decepisionado” na Internet que o sujeito vai memorizá-la dessa forma. Depois, quando ler a palavra correta – “decepcionado” – vai estranhar ou provavelmente pensar que está errada. Pior mesmo é substituir o “mas” pelo “mais”, sendo que uma nem passa perto de ser sinônimo da outra. Caros amigos, se há dúvida entre essas duas palavras, eis que trago a explicação:

mas – conjunção coordenada adversativa, utilizada em situações que indicam oposição.
mais – advérbio de intensidade; contrário de “menos”; nome do símbolo de adição na matemática.

Pronto, agora ficou claro, não é? rsrs.

Muitas faculdades já apontaram esses tipos de erros ortográficos em redações de provas de vestibular. Segundo elas, palavras escritas incorretamente são as campeãs para desclassificar os candidatos. Portanto, vamos ler livros, artigos científicos e treinar o vocabulário. Essas são as melhores formas de manter o cérebro sempre ativo e inteligente, e lógico, preparado para escrever artigos, comentários ou seja lá o que for na Internet. Isso fará diferença na sua formação acadêmica e profissional, e certamente irá garantir resultados positivos futuramente.


Abraço!


 

Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha o campo abaixo * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.