SAFe - Scaled Agile Framework

Olá, pessoal!
No artigo passado, sobre ROAM, fiz breves menções sobre o SAFe. Você o conhece ou já ouviu falar?
O framework Scaled Agile Framework (SAFe) foi uma proposta criada por Dean Leffingwell com o objetivo de expandir o Desenvolvimento Ágil a nível organizacional e, diga-se de passagem, a proposta deu certo! Acompanhe o artigo para conhecer algumas das características deste framework.

Continue lendo

Do you really ROAM?Hello, leitores!
Sim, o título deste artigo é em inglês mesmo! O motivo é que o acrônimo ROAM pode ser usado como verbo no contexto de classificação e gestão de riscos durante uma Sprint ou um incremento de programa (Program Increment). Acompanhe o artigo para conhecer cada letra do acrônimo dessa ótima ferramenta do SAFe!

Continue lendo

Reuniões de retrospectiva: como eliminar o tédioSaudações, leitores!
Apesar de ser um grande adepto ao Desenvolvimento Ágil, devo dizer que as reuniões de retrospectiva, quando não conduzidas corretamente, são maçantes e cansativas. Como resultado, o que estava destinado a ser um momento de reflexão, levantamento de impedimentos e sugestões de melhorias, torna-se enfadonho.
Existe uma solução?

Continue lendo

Estimativa é uma coisa. Realidade é outra.Durante a minha jornada como desenvolvedor de software, sempre fui assombrado por um conceito que, idealmente, deveria me ajudar: as estimativas. A razão desse temor origina-se de vários fatores, desde a inconsistência no gerenciamento de projetos até as dificuldades emergentes de um código de difícil manutenção. Diante disso, faço o meu apelo: não confunda estimativa com realidade.

Continue lendo

Clean Code e Desenvolvimento Ágil são controversos?Assunto polêmico, hein?
Bom, pessoal, sempre abordei os dois temas mencionados no título deste artigo. O primeiro preza pela objetividade, expressividade e legibilidade do código, com base em refatorações contínuas e implementação de testes. O segundo contempla uma série de metodologias para aumentar a velocidade na entrega de funcionalidades. Dado o propósito de cada um, é correto afirmar que, se valorizarmos mais um deles, o outro será negligenciado?

Continue lendo