Qual é a melhor linguagem de programação?

Qual é a melhor linguagem de programação?Ultimamente tenho visto muitos usuários questionarem sobre a melhor linguagem de programação, principalmente em fóruns de desenvolvimento. E essa, sem dúvidas, é uma questão relativamente polêmica. A influência cada vez maior da tecnologia da informação na vida pessoal e corporativa trouxe o surgimento de novos recursos e linguagens para o desenvolvimento de sistemas desktop, web e mobile. Atualmente o leque de opções é vasto, e cabe ao desenvolvedor estudar e utilizar a linguagem que mais preenche o foco do seu objetivo.

A lógica de programação é a mesma, a diferença está nos recursos e as tecnologias que cada linguagem traz consigo. Cada linguagem tem suas vantagens e desvantagens quando comparada às outras, formas diferentes de declarar variáveis e funções, bibliotecas e APIs distintas e particularidades na utilização de conceitos de Orientação a Objetos. Mas enfim, vamos ao que interessa: um exemplo prático!

 Certa vez, uma entidade educacional me convidou para dar aulas particulares de Delphi para uma garota que estava interessada em aprender programação. Logo na primeira semana, ela disse que ouviu falar bem da linguagem, e que muitas empresas a utilizavam para desenvolver softwares por fornecer bons componentes para desenvolvimento desktop.
Já na segunda semana de aula, para minha surpresa, ela veio até mim dizendo que não queria mais aprender Delphi, e sim Java! Após algumas pesquisas na Internet, ela observou que o Java cresceu nos últimos anos devido à sua compatibilidade e portabilidade, e que programadores em Java seriam uma grande demanda no mercado de trabalho.
Pois bem, eu aceitei a sua decisão apesar de nunca ter trabalhado com Java. Na terceira semana, ela novamente me surpreendeu por mais uma vez mudar de idéia – agora o seu foco era aprender C#, pois essa era a linguagem que estava sendo lecionada na maioria das instituições de ensino no país. Isso foi o suficiente: eu disse à ela a mesma coisa que o meu professor na época do curso técnico de informática disse à turma:

Não procure aprender uma linguagem simplesmente porque ela está na moda, mas sim aquela que você mais se identificou.

E é exatamente o que acontece com desenvolvedores atuais. Muitos tentam migrar de uma linguagem para outra pelo fato de ouvirem falar que é a “melhor linguagem de programação”. Portanto, venho com a resposta do título deste artigo: não existe a “melhor linguagem de programação”, e sim aquela que você mais se identifica. Se você se sente à vontade com a linguagem e nota que a sua produtividade é bem maior, então continue programando nesta linguagem e procure aprimorar seus conhecimentos sobre ela. Um sistema desenvolvido na linguagem que você se identifica com certeza proporcionará melhores resultados do que um sistema desenvolvido em uma linguagem que você “se adaptou”, mesmo que essa linguagem ofereça mais recursos.

Porém, vale ressaltar o seguinte ponto: no mundo da informática uma das exigências é acompanhar a evolução das tecnologias. Se a
 linguagem de programação que você utiliza não fornece suporte para as tecnologias atuais, como touch-screen, multi-camadas, mobile, web services e IntraWeb, talvez seja hora de estudar uma nova linguagem de programação, apesar de que em geral, todas as linguagens atuais oferecem tais recursos, ao menos que você não venha a utilizar nenhuma dessas tecnologias.

Eu particularmente programo em Delphi, C# e PHP. Tenho pouco conhecimento em Java e pretendo aprofundar meus conhecimentos em .NET em um futuro próximo. Mas não ligo para as posições dessas linguagens no mercado de trabalho. Procuro aprendê-las por atenderem focos particulares e compará-las quando for necessário desenvolver um sistema para um determinado propósito (desktop, mobile, web…).

No entanto, assim como eu mencionei no começo do artigo, a lógica de programação é a mesma! Uma vez que o desenvolvedor tenha plenos conhecimentos em lógica de programação, aprender ou estudar uma nova linguagem se torna uma tarefa mais fácil.
Se o seu interesse é a demanda no mercado de trabalho, procure pesquisar nos principais sites de emprego, como o InfoJobs, Catho, LinkedIn e Ceviu. Observe que existem vagas para programadores de diversas linguagens de programação em todo o território nacional. Portanto, mão de obra para desenvolvimento de softwares e websites é algo que não vai faltar por um bom tempo…

Obrigado pela leitura!
Abraço a todos!


Compartilhe!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

6 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha o campo abaixo * Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.